Hyperpulp 2

 

The second issue of Hyperpulp is online and can be downloaded here.

iPad and Kindle versions of the first two editions will be added soon.

 

In this issue:

 

A Sad Affair in Verbatim City  –  Liam Sharp    
Um Triste Caso em Verbatim City  –  Liam Sharp 
Pervert  –  C. C. Finlay
Pervertido  –  C. C. Finlay
The Heart of the Overchild  –  Daniel Pearlman
O Coração da Supracriança  –  Daniel Pearlman
Interview  – Gallery /
Entrevista – Galeria –  Paul Madonna
Tenth Orbit  –  Gustavo Bondoni
Décima Órbita  –  Gustavo Bondoni
The Really Dangerous Game  –  Carlos Orsi
O Jogo Realmente Perigoso  –  Carlos Orsi
Butterfly Skin  –  Berit Ellingsen
Pele de Borboleta  –  Berit Ellingsen

 

From this number two, Hyperpulp is no longer quarterly and will go out three times a year, in January, May and September. This is happenning for two reasons: we were optimistic about our time to read, select, translate and edit your stories, and create the magazine’s layout, post about it on the web et al. We are a very small staff and we all have day jobs. Hyperpulp was created out of deep love for literature and art in general. We’d love to be a monthly magazine, but in order to keep the level of quality we want for it  we decided to make it quadrimonthly (and, also, this is a lovely word). So, Hyperpulp grew : this edition has more stories and translations and the next will be bigger.

The second reason is that we underestimated the volume of short stories submitted. We have received an astounding amount of material from various parts of the world. It is a pleasure to read the stories we select and translate them into Portuguese. We ask for your help to spread the word about Hyperpulp. Please, talk about the magazine to your friends and to the writers, artists and readers you know. And of course, send your material. We want to make that bridge between English and Portuguese speaking authors and readers.

From the third edition, we’ll also accept non-fiction contributions. Articles and reviews focused on speculative literature and alternative art – and their many satellite issues. Send your texts.

We hope you enjoy the second edition. Good reading and good 2012!

 

Alexandre Mandarino

Editor-in-Chief

Hyperpulp 2

 

O segundo número de Hyperpulp já está online e pode ser baixado aqui.

Versões para iPad e Kindle das duas primeiras edições serão adicionadas em breve.

 

Nesta edição:

 

A Sad Affair in Verbatim City  –  Liam Sharp    
Um Triste Caso em Verbatim City  –  Liam Sharp 
Pervert  –  C. C. Finlay
Pervertido  –  C. C. Finlay
The Heart of the Overchild  –  Daniel Pearlman
O Coração da Supracriança  –  Daniel Pearlman
Interview  – Gallery /
Entrevista – Galeria –  Paul Madonna
Tenth Orbit  –  Gustavo Bondoni
Décima Órbita  –  Gustavo Bondoni
The Really Dangerous Game  –  Carlos Orsi
O Jogo Realmente Perigoso  –  Carlos Orsi
Butterfly Skin  –  Berit Ellingsen
Pele de Borboleta  –  Berit Ellingsen

 

A partir deste número 2, Hyperpulp deixa de ser trimestral e passa a sair três vezes ao ano, nos meses de janeiro, maio e setembro. Isso acontece por dois motivos: fomos otimistas em relação ao nosso tempo hábil para ler, selecionar, traduzir e editar os seus contos, além de criar o layout da revista, diagramar, divulgar, etc. Somos um staff muito reduzido e todos temos day jobs. Criamos a Hyperpulp por profundo amor à literatura e à arte em geral. Adoraríamos que a revista fosse mensal, mas para manter o nível de qualidade que tentamos levar para a revista optamos por torná-la quadrimensal. Com isso, Hyperpulp fica maior: esta edição possui um conto a mais e as próximas deverão ser maiores.

O segundo motivo é que subestimamos o volume de contos enviados. Temos recebido uma espantosa quantidade de material, de várias partes do mundo. É um imenso prazer ler suas histórias e traduzir para o português as que selecionamos. Pedimos a ajuda de vocês para que divulguem a Hyperpulp. Falem da revista para seus amigos escritores, artistas e leitores. E, claro, enviem seu material. Queremos fazer essa ponte entre os autores e leitores de língua inglesa e os de língua portuguesa.

A partir da edição 3, aceitaremos colaborações de não-ficção. Artigos ou resenhas voltados para a literatura especulativa e a arte alternativa – e seus inúmeros temas-satélite. Mandem seus textos.

Esperamos que gostem da edição 2. Boa leitura e bom 2012!

 

Alexandre Mandarino

Editor-Chefe

Bluetooth

Bluetooth, o nome dado ao padrão de comunicações wireless entre aparelhos eletrônicos, vem do rei Harald “Bluetooth” Gormsson, do século X. Harald encorajou a comunicação entre tribos nórdicas e dinamarquesas, então em guerra. O Bluetooth moderno tem em seu logo as runas correspondentes às iniciais do velho rei, H e B:

Bluetooth-logo-symbol

No livro The Mother of the Kings, o escritor Poul Anderson mostra o rei norueguês Erik Bloodaxe e uma parte apresenta um ainda jovem Harald, que engana diversas facções e líderes vikings para que se voltem uns contra os outros.

Há comunicações e comunicações.

Qual Panteão é o Melhor Para Você?

Claro que quizzes são apenas diversão, nada mais (ou melhor, nada menos); mas caos e tempo levam a coisas imprevistas.

The Celtic Pantheon is the one for you
The Celtic Pantheon is the one for you
Take Which Pantheon is Best for you? today!
Created with Rum and Monkey‘s Personality Test Generator.

Ireland, Scotland, Wales, and places in between, these were the lands of the Celts, these were the lands of Bridget, Lug, the Greenman & the Druids. There was a time when there were more teachers in Ireland than in the whole of the rest of Europe. This is your pantheon.

 

 

50 Estados em 5 Minutos

Quase 20 mil quilômetros e 50 estados norte-americanos comprimidos em um timelapse de 5 minutos. Bonito, impressionante e mais um adjetivo à sua escolha:

 

Linux finalmente “goes Live”

Por muitos anos, as opções para fazer música no Linux eram quase zero. Isso já começou a mudar, mas um grande e importante passo foi dado hoje com o lançamento do Bitwig Studio. O software, da alemã Bitwig, é um DAW muito parecido com o Ableton Live, que praticamente já virou padrão em várias rodas de produtores e DJs. Um casamento perfeito, acredito: o Linux é mestre em coisas que rodam em tempo real e estável até dizer chega para rodar sequencers que trabalham com sincronização de loops e beatmatching. Vamos aguardar os reviews. Não uso Linux e nem pretendo, mas é sempre uma boa notícia quando alguma plataforma ganha softwares musicais de respeito.

Via o ótimo site Create Digital Music, que tem mais informações e vídeo

mixer-clip-launcher-640x359
A tela do clip launcher: muito similar ao Live

 

multitrack-recording-640x360
Tela do sequencer multitrack

Mandalas Mnemônicas

mandalas

Yogues e místicos há muito (e com isso quero dizer realmente muito) tempo conhecem as técnicas e cheats da arte das formas geométricas sagradas. As mandalas, além de seu óbvio e ocidental aspecto psicodélico, podem induzir a profundos estados meditativos. Geometria, simbologia, correlações naturais que nosso cérebro consciente entende como estranhas, tudo está calcado nas mandalas. São os palácios de memória para a lembrança inconsciente, onde nossa alma e recolhe para ler, dançar e jogar Tetris.

Use a animação em Flash nesta página para entrar em estado de meditação observando a mandala, uma “técnica catártica que cria um círculo de energia para a centralização natural”.

O filme é do site Magic Mnemonic, que o oferece como download gratuito. Visite o site para aprender sobre técnicas de meditação.